Cartas ao remetente

Eu já chorei por ti igual criança e você não entendeu nada. E, essa imensidão de sentimentos já apareceu por aqui tantas vezes e tu nem se quer sabe. É difícil explicar, ainda mais quando a gente sente demais.

Desculpa, eu precisei sair correndo sem me despedir direito. Mas, foi por uma boa causa… acredite! Eu fui para não causar um peso desnecessário.

Pelo caminho eu encontrei tanta coisa linda pra nós, e elas vão chegar no seu tempo, claro, muitas já estamos vivendo e mal sabemos.

Atento que eu adoraria te acalmar nos dias em que seus pensamentos resolvem entrar em divergências. Perdão, eu precisei correr com tudo, precisei de um espaço , silêncio e precisei olhar pra trás, para reencontrar às nossas deliciosas lembranças.

Certifiquei-me que essa versão que estamos nos tornando agora … faz parte do processo de crescimento, que podemos melhorar estando juntos ou separados e foi aí que me acalmei.

Eu não estou certa de tudo e nunca chegarei perto de estar. Mas, aprende-se que é necessário respeitar o tempo e que ele jamais irá pular as barreiras por ti. Sigo na certeza de que o amor é conforto. Eu volto! E sempre irei voltar para o que realmente me conforta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: